O avanço da tecnologia têm proporcionado experiências benéficas no dia a dia das empresas e consumidores, e o comércio de grandes e pequenas empresas têm se consolidado no mercado graças a tamanha modernidade. A Amazon por exemplo, segundo o E-commerce Brasil, é a segunda empresa mais valiosa do mundo, com um valor de mercado aproximadamente igual a U$ 1 trilhão.
Infelizmente os que não acompanham a indústria 4.0 e suas inovações acabam ficando um passo a trás, já que essas transformações geram uma imensa concorrência de mercado. Tal fato tem sido presente ao observar pequenos varejistas que já estão entrando na era digital e investindo no aprimoramento de seus produtos e serviços, que por consequência tem gerado grandes resultados. Segundo a pesquisa anual da JDA/PwC a transformação digital tem sido prioridade nos investimentos do setor, com mais de 350 varejistas globais.
Consequentemente, graças a uma tremenda facilidade em se comunicar com o próximo, o número de pequenos empreendedores autônomos têm tido um grande aumento, pois aproveitam e usufruem das facilidades que a tecnologia proporcionam para o seu negócio. Isso tem sido muito presente no âmbito de jovens influenciadores por exemplo, os quais criam lojas virtuais para alcançar seus públicos em diversas áreas do país, e essa prática de ter apenas e-commerces têm se consolidado com muitos artistas, já que é uma maneira mais otimizada de conversar com o público, o que por sua vez acaba gerando uma segmentação e os chamados marketplaces de nicho.


Essa comunicação mais direta com os que estão adquirindo os produtos da marca, proporciona uma facilidade em saber em quais criações e ideias eles devem investir e dar preferência, ou seja, quais produtos estão agradando a massa cujo cliente está inserido. Existe também o conceito de “omnichannel” que consiste na prática de efetuar sua compra online e retirar na loja física, com o benefício de não precisar esperar por tanto tempo a chegada do produto e ademais, sem precisar pagar pelo frete. O mesmo conceito também permite que a pessoa experimente o produto na loja e receba em casa.
As inovações tecnológicas se mostraram fortes e convictas de que vieram para ficar, impulsionando cada vez mais o diálogo entre marcas, varejistas e consumidores e passando por novas formas de interação com o público, com lojas disponíveis nas redes sociais, caixas de chat para possíveis dúvidas com atendentes virtuais, e recomendações automáticas visando atender suas preferências a partir do que o cliente comprou, o uso da linguagem mais informar com gírias também gera uma intimidade maior.
Como pudemos perceber, usufruir das inovações digitais é garantia para o sucesso de seu negócio, e claro, é de suma importância estar sempre se atualizando para não perder nenhuma oportunidade.

Os comentários estão encerrados.

Dúvidas? Confira nosso FAQ