Impacto da pandemia nos hábitos de consumo

Quando surgem novas tendências, costuma-se levar um tempo para as empresas notarem e realmente fazer mudanças efetivas.

Mas às vezes as tendências podem ser aceleradas por fatores externos, como o distanciamento social que acelerou tendências de consumo e de marketing, que já estavam surgindo, com isso, a pandemia impulsionou empresas a buscarem entender melhor.

Cada vez mais as pessoas buscam por propósito, elas querem se identificar com os valores da empresa a qual ela compra os produtos e/ ou serviços. A questão do propósito tem a ver com a autenticidade e com a sustentabilidade. As marcas que eu consumo têm que refletir naquilo que eu creio, é uma questão de valores muito forte. As relações com o varejo têm sido cada vez mais relacionais e menos transacionais.

A pandemia trouxe muitas mudanças para o dia a dia, mas quem de fato foi impactado ou o que realmente irá perdurar? 

Existem dois lados, as das mudanças que foram impostas como não aglomerar, e tem o lado dos hábitos que nasceram para dentro de nós como o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Segundo Diego Pagura, chief client officer da IPSOS “Eu preciso entender o que vai impactar no comportamento além do dado que eu já tenho. Entendendo que hoje o consumidor é levado por questões motivacionais”. A empresa, IPSOS, apresentou um estudo revelando que 55% das pessoas responderam estar dispostas a mudar de hábitos após a pandemia e outros 45% não se mostraram disponíveis às mudanças.

Nesse sentido, o desafio das empresas é saber interpretar as tendências e agir de acordo com o seu consumidor, para sempre atender às necessidades dele.

Os comentários estão encerrados.

Dúvidas? Confira nosso FAQ