Novos hábitos de consumo pós pandemia

A pandemia mudou drasticamente as relações de consumo e acelerou a digitalização da sociedade, isso porque o isolamento social, fundamental para evitar a proliferação do coronavírus, fez com que o volume de compras em e-commerce aumentasse de maneira significativa.

Muitos se perguntam como será o mundo do consumo quando a pandemia estiver sob controle, tudo indica que a busca por serviços online e de tele-entrega permanecerá após a crise e será parte do “novo normal”. Durante a quarentena, o foco dos consumidores se dirigiu aos itens de primeira necessidade, como alimentos e produtos relacionados a saúde. Já produtos não essenciais, como roupas e calçados, tiveram queda de vendas. Isso porque uma parcela significativa da população teve queda em seus rendimentos, sendo assim, a preferência de compras vai para os itens essenciais. Acredita-se que essa tendência será mantida.

A pandemia realmente pegou o mundo de surpresa, e trouxe diversas mudanças inesperadas. Acreditava-se que o e-commerce já estivesse bem estabelecido, mas cerca de 7,3 milhões de brasileiros fizeram compras online pela primeira vez em 2020. O mundo está cada vez mais digital, por isso, sabe-se que este é um hábito que com certeza permanecerá.

A crise está mudando os valores de muitos consumidores, tanto monetário quando moral. Esta mudança está gerando consumidores conscientes e independentes, mais cientes do impacto de suas escolhas, e também, mais seletivo na hora de realizar gastos.

Os comentários estão encerrados.

Dúvidas? Confira nosso FAQ